Thamiris,São Paulo - Sp. Ainda to aprendendo a caminhar.
O significado da vida no meu dicionário, não é simplesmente existir, sobreviver, mas sim buscar ser feliz, sonhar e conquistar.
“E se disserem que o amor enfraquece com o tempo, diga a eles que o tempo não existe.”
- Jack Johnson.  (via rehashh)
“Já eram 02:00hrs da manhã, estava chovendo forte com muitos ventos quando de repente o celular de Matheus começa a tocar…
- Alô!
- Ei Mat..
- Amor? Você não ia dormir?
- Não consegui, minha janela está fazendo muito barulho, amor.
- hum…
- Está ocupado? Hm.
- Desculpa, estou jogando Call Of Duty no x-box…
- Ok, Tchau Matheus!
- Ei, Giovanna não!
- Eu estou com medo Matheus, mas cê você está ocupado não quero atrapalhar!
- Eu já estou desligando amor, para ficar só com você…
- Hum…
- Como é birrenta, meu Deus.
- E você é um idiota, sempre me trocando pelos seus joguinhos de vídeo game e futebol!
- Mentira, pois acabei de desligar o melhor jogo de guerra que existe só para ficar ouvindo o barulho da chuva enquanto cuido de você.
- A é? - Ela sorri pela primeira vez em seu dia.
- Uhum, pois não a nada que me faça mais feliz do que cuidar de você.
- Nem a Megan Fox?
- A amor, ai você já pega pesado né! - Ele tenta rir discretamente.
Ela ri muito alto! - Como consegue ser tão idiota, amor? Sei que tu me ama mais do que qualquer pessoa…
- Eu amo mesmo, não trocaria você nem pela oportunidade de ter uma Megan Fox e jogando ao lado do Neymar no Barcelona!
- Ai mentira? Mas que declaração Matheus! Isso sim é amor, nossa, me sinto a garota mais sortuda do mundo agora. - Ela ri, mesmo realmente se sentindo especial.
Ele ri, sabendo que fazer ela rir era o um sonho que ele realizava todos os dias muito maior do que jogar no Barcelona.
- Amor não consigo dormir, o barulho da chuva caindo no telhado me assusta!
- Lembra-se do nosso último beijo?
- Claro, foi na segunda quando me deixou em casa, você me beijou e ao se despedir apertou minhas mãos e entregou o IPOD com nossas playlist…
- Então pegue ele, e ligue no aleatório, vamos ver o que virá amor…
Ela pega o IPOD e liga em um álbum criado por eles mesmos, músicas que os declaram, que os uniram e fazem parte de sua história juntos, desde o primeiro “oi”.
- Pronto amor, e agora?
- Dê play bebê…
- Começou “Never Gonna Be Alone” nossa música de primeiro mês de namoro, tu me apresentou ela enquanto colocava a aliança em meu dedo. - Ela sorri, se aconchegando em sua cama.
- Isso amor. - Ele sorri, se aconchegando em sua cama embaixo das cobertas. – Lembra-se do significado Dela? Never Gonna be Alone…
- “Nunca mais vou estar sozinha…”
Mat continua cantando a tradução para Gi… - “De agora em diante, mesmo que você pense em desistir, eu não vou deixá-la cair, você nunca vai estar sozinha, irei te abraçar até a dor passar…” Amor? É, dorme bem pequena, fique com Deus, até daqui a pouco, eu amo você.
E ele ouvia sua respiração, seu ultimo suspiro, o fim do seu medo, e sentia a tranquilidade de poder dormir sabendo que sua maior responsabilidade estava ali, dormindo bem.”
- Matheus & Giovanna. - Never Gonna Be Alone, 29 de março de 2014.   (via fresex)
“O tempo é precioso, mas é gratuito. Você não pode possuí-lo, você pode usá-lo. Você pode gastá-lo. Mas você não pode mantê-lo. Uma vez que você o perdeu nunca poderá recuperá-lo.”
- A mulher do viajante no tempo. (via conjulguei)
“Já cheguei a cogitar inúmeras hipóteses, mas nunca chego a uma conclusão definitiva. Sei que nesta vida temos nossos carmas, cruzes, resgates e aprendizados. Tento fazer o que posso e aproveitar cada lição que me é ofertada, mas não sou perfeita e nem sempre tenho a fé necessária para acreditar. E eu sei (eu sei!) que preciso acreditar. Só que às vezes dói tanto, às vezes a aflição é tão grande e me domina de uma tal forma que não sei se vou suportar.”
- Clarissa Corrêa. (via momentos-so-meus)
“Que o nosso final de semana tenha tudo aquilo que mais precisamos. E que a gente saiba aproveitar as pequenas coisas com amor.”
- Clarissa Corrêa.  (via lettres-a-paris)
“Antes que a tarde amanheça
e a noite vire dia
põe poesia no café
e café na poesia.”
- Paulo Leminski. (via inertizar)
“Estávamos ali com o céu em nós. As mãos, unindo os nervos, faziam das duas criaturas uma só, mas uma só criatura seráfica. Os olhos continuaram a dizer coisas infinitas, as palavras de boca é que nem tentavam sair, tornavam ao coração caladas como vinham…”
- Machado de Assis. (via inertizar)